W

PROGRAMA GOIÁS DE NORTE A SUL SOBRE ( Quirinópolis )




  GALERIA DE FOTOS DA CIDADE



  RESUMO SOBRE A CIDADE

A história da cidade de Quirinópolis surge em meados do século XIX, na época o sudoeste goiano nem era habitado, o que havia na região era apenas uma grande extensão de terras. A formação do povoado ocorre só em 1843, quando a primeira igreja Nossa senhora da Abadia foi construída. Um século depois, em 1943,  o Município conquistou sua independência política e administrativa. Como a população era  tipicamente rural, a pecuária foi  a primeira atividade desenvolvida em Quirinópolis. Com o passar dos anos a cidade foi crescendo e novos moradores foram surgindo e a agricultura começou a ser explorada também.

A economia do Município até então era fraca, baseada na pecuária e agricultura. Mas com a chegada das Usinas de cana de açúcar na região em 2005 o cenário mudou. A Cana já era explorada por alguns camponeses, mas só para a produção de rapadura e em pequena escala.  A vida dos moradores foi se transformando, como a produção de álcool  e açúcar. O comércio cresceu, novos empregos surgiram, os imóveis super valorizaram e a população triplicou. Hoje a cidade está com 43.400 mil habitantes. 

HISTÓRIA

A entrada dos primeiros desbravadores ocorreu em 1832, quando João Crisóstomo de Oliveira partiu com sua família e grande número de escravos de Ouro Preto (MG), passando pelo porto de Santa Rita do Paranaíba (Itumbiara, hoje), adentrando os sertões de Goiás, atingindo os limites de Ribeirão Fortaleza, entre o Córrego Água Limpa e o Rio São Francisco, tomando posse de vasta extensão de terras, onde fixou residência, construindo grande fazenda.

De temperamento prepotente, não admitia a entrada de outros na região, tendo poucos anos depois de sua chegada expulsado Padre Antonio Dias e sua caravana. Outro também que pretendeu fixar residência na região foi o Paulista Gustavo Lemes e sua família.

Esta logo se desentendeu com João Crisótomo que mantinha sua atitude (talvez em conseqüência disso, Custódio Lemes tenha sido assassinado). Em 1843, José Vicente de Lima e José Ferreira de Jesus e sua mulher Maria Jacinta Oliveira doaram uma faixa de terra á Igreja Católica, originando o povoado de Abadia do Paranaíba, recebendo posteriormente o nome de Nossa Senhora D’Abadia.

Em 1879, através da Lei 603, de 29 de Julho daquele ano, foi elevada á categoria de Freguesia, como o nome de Nossa Senhora D’Abadia ou Capelinha. A primeira Capela construída, aos poucos foi abandonada por localizar-se em área de baixada. Em 1910, foi demolida por José Quirino Cardoso (Daí Quirinópolis), que construiu a atual Velha Matriz, mais uma vez com o auxílio do povoado.

A freguesia de Nossa Senhora tornou-se distrito de Rio Verde pela Lei Municipal de 10 de Julho de 1894, e pelo Decreto Lei Estadual nº 17, de 24 de Fevereiro de 1931, recebendo o nome de Quirinópolis, em Homenagem a José Quirino. Finalmente pelo Decreto Lei nº 8.305, de 31 de Dezembro de 1943, foi elevada à categoria de cidade, desmembrando-se do Município de Rio Verde (1 hora de Q.), cuja Comarca passou a constituir Termo, cuja emancipação, ocorreu no dia 22 de Janeiro de 1944. O fato da região não registrar ocorrências minerais importantes, fez com que os desbravadores se motivassem pelas terras férteis, notadamente as que se localizam na bacia do Rio Paranaíba, divisa com o Estado de Minas Gerais.

As condições favoráveis viabilizaram a exploração agropastoril, que se constituiu com base para a implantação do município no decorrer do tempo. A história conta que até 1966 (Inauguração da Hidrelétrica de Cachoeira Dourada – 1 hora de Q.) o desenvolvimento do município foi incipiente, sendo que a partir dessa época registrou importante mudanças no perfil sócio econômico, decorrente da expansão da Pecuária e da Agricultura, que refletiram positivamente, no crescimento das atividades do setor terciário.

No final de 1970 e no decorrer do Decênio de 1980, o município registrou expressiva taxa de crescimento, populacional, revelando notável expansão das atividades econômicas e melhoria de sua infra estrutura econômica e social na zona Urbana.

LOCALIZAÇÃO

Quirinópolis disponta como uma das regiões mais promissoras do Estado, não só pela sua privilegiada localização geográfica, mas sobretudo pelos números que o municipio apresenta considerando os principais indicadores sócio-econômico se colocando entre as cidades mais desenvolvidas do Centro-Oeste, sobretudo pela sua agricultura e pecuária. Com 3.792 Km2, o Municicipio está localizado na região sudoeste do estado de Goiás, às margens do lago de São Simão, no Paranaiba, a 280 km de Goiânia e está interliganda às principais regiôes do país por uma ótimo malha rodoviária, através da GO 164, que liga a BR 452 e a GO 206 á BR 384.

ECONOMIA

Quirinópolis possui a Central de Recebimento de Embalagens de Defensivos Agropecuários, Seu objetivo é reduzir a poluição ambiental.

Através da Secretaria Municipal de Agricultura e Meio Ambiente, o governo possui também convênio com o Incra, para emissão de Certificado de Cadastro de Imóvel Rural (CCIR). Terras férteis e povo trabalhador, fórmula do sucesso da agricultura de Quirinópolis. A produção de soja, milho, feijão, sorgo, cana de açucar e algodão são os destaques da agricultura quirinopolina.

A capacidade dos armazéns do município é superior a 1 milhão de toneladas. A disputa dos armazenadores pela preferência do produtor resulta em unidades modernas, seguras e, cada vez mais próximas dos campos produtores, facilitando o transporte e diminuindo os custos. Boa parte dos produtos é beneficiada no próprio município.

Primeira atividade econômica do município, a pecuária é ainda um importante setor para a economia local. O constante melhoramento genético do rebanho faz com que Quirinópolis seja uma referência do setor no Estado. 

A ótima qualidade do gado do município faz com que tenha o maior produção de leite de Goiás, Praticamente toda produção é comercializada no próprio município, que conta com quatro grandes laticínios e outros de menor porte.
Outros tipos de criações de animais também têm apresentado acelerado crescimento na região. .

Mais de 1.400 alunos utilizam o transporte escolar. Os veículos rodam mais de 7.200 kms diários. Isto significa dizer que o percurso feito daria para ir à Rio Verde 65 ou 8 vezes à São Paulo, todos os dias. Por mês os veículos rodam quase 190 mil kms, o que daria para ir à Londres 14 vezes ou 7 vezes ao Japão.

A Rede Municipal de ensino conta com 14 escolas, onde atuam mais de 500 profissionais e estudam mais de 4.600 alunos, A merenda escolar é de qualidade: 4.976 refeições são servidas todos os dias; por mês são quase 110 mil refeições, o que daria para alimentar uma família de 03 pessoas durante mais de um ano e meio com almoço e jantar.

O município de Quirinópolis abriga duas das maiores usinas de cana de açúcar do país, a Boa Vista e a São Francisco. A construção da Ferrovia Norte Sul tem alavancado o desenvolvimento da cidade que ainda está em expansão e vários setores são afetados positivamente por esse crescimento acelerado. Entre eles há um que vem chamando atenção, a Educação.

Outro fator que impulsionou o desenvolvimento da cidade foi a chegada da Universidade Estadual de Goiás em 2004, e a Faculdade de Quirinópolis criada em 2005, ambas contribuíram para o progresso, qualificando a população para o mercado de trabalho.

Mas com o boom de crescimento, a Secretaria de Educação teve que se desdobrar para conseguir atender a todos, tanto da zona rural como da zona urbana. E com o tempo tudo mudou. Hoje os professores disputam vagas para a zona rural, isso porque o governo municipal incentiva através de gratificações salariais os profissionais de educação. E existem ainda vários projetos de qualificação e educação social, que tem transformado a vida dos alunos.

SITE

quirinópolis.com





  VEJA COMO CHEGAR


DISTÂNCIA DA CAPITAL: 293 km
POPULAÇÃO:43.400 Habitantes




Idiomas


Patrocínio

 Gráfica Web Projetos CDL Goiânia Levfort  Laboratório Núcleo Sicoob Goiás Central Senac Goiás Batershopp Bomlixo Fecomércio Sesc Goiás

Rede






Revista