O corretor de seguros e a sua importância na sociedade

O corretor de seguros e a sua importância na sociedade A importância do corretor de seguros na sociedade decorre fundamentalmente, da assessoria prestada ao segurado ultrapassando, em muito, o da intermediação.

Erasmo Pereira da Silva*

A importância do corretor de seguros na sociedade decorre fundamentalmente, da assessoria prestada ao segurado ultrapassando, em muito, o da intermediação. Não se pode mais considerar a sua atividade como uma relação individual, já que tem por finalidade prover o equilíbrio econômico, a proteção às necessidades e aos riscos corridos não só por pessoas físicas, como por empresas. As proporcionar essa ampla proteção securitária, o corretor colabora para a manutenção da ordem social, oferecendo condições de sustento, de emprego e de produção. Ganhou a posição de um integrante significativo do mercado financeiro, evitando perdas ou prejuízos à sociedade e à economia.

Importante lembrar que é do corretor a sugestão para a escolha da solução mais adequada para a efetiva cobertura dos riscos, observando sempre a melhor relação custo x benefício e prestando verdadeira consultoria aos clientes, além de apoiá-los na defesa de seus interesses quando da ocorrência de sinistros. Assim agindo, estará apto a oferecer novas formas de proteção, a partir da aproximação gerada pelo trabalho profissional e apoio pessoal, aliado aos indispensável sentido ético impregnado em todas as sua atitudes.

O corretor de seguros colabora portanto, para o desenvolvimento do mercado segurador e, também, para a formação da poupança de recursos estáveis e de longo prazo. Já é realidade inconteste o reconhecimento do corretor de seguros, como integrante de uma categoria profissional relevante para o desenvolvimento, tanto da economia popular, quanto daquela de grande escala, exigindo uma complexa habilitação técnico- profissional para o ramo em que vai atuar, destacando-se, neste sentido, o papel significativo da Fundação Escola Nacional de Seguros.

Em conseqüência, a profissão de corretor passou, gradativamente a sofrer grande cobrança na sua atuação profissional, antes ignorada e muito confundida pela população brasileira, exigindo desta categoria uma atenção redobrada em sua função de intermediário de um negócio jurídico, entre segurado e seguradora, possibilitando uma contratação mais eficiente e adequada às necessidades e às possibilidades e/ou condições das partes contratantes.

O corretor de seguros é uma figura autônoma, que requer qualificação, além de ter sua profissão regulamentada por lei específica, o qual tem por obrigação profissional, angariar, promover e intermediar contratos de seguros, de acordo com as leis que regem o setor.

* ERASMO PEREIRA DA SILVA é Ex-Diretor Secretário do Sincor-GO (Sindicato dos Corretores de Seguro), é Diretor Comercial da Aciag – Associação Comercial e Industrial de Aparecida de Goiânia e sócio diretor da Stop Corretora de Seguros.



    Idiomas


    Patrocínio

     Batershopp Fecomércio Senac Goiás Laboratório Núcleo CDL Goiânia Sicoob Goiás Central Bomlixo Gráfica Web Projetos Levfort  Sesc Goiás

    Rede






    Revista